quinta-feira, 15 de julho de 2010

Na pausa do café

Espreito pela janela e vejo o barulho da cidade que está a acordar.
As pessoas que correm, que riem, que passeiam o cão, os que vão ao pão e os que tal como eu respiram fundo para um dia longo. Decisões importantes esperam-nos.
Chego cedo ao meu local de trabalho. Penso melhor sem ninguem à minha volta.
Sem telefones a tocar. Sem colegas a falar. Ando a precisar de férias.
Nesta cidade quente e cheia de gente, às vezes sinto-me só.

6 comentários:

Vera, a Loira disse...

Às vezes é mesmo assim, sentimo-nos sós no meio da multidão.

Marquês de Sade disse...

Sei o que sentes...

Paginas Frias disse...

Vera,
é bem verdade ;)

Marquês de Sade,
são dias... não é?

taniah disse...

há dias assim mas quando o dia acaba valeu a pena :)

Paginas Frias disse...

Taniah,
Se valeu.
Esticarmo-nos sofá e adormecer com a sensação de dever cumprido ;)

pink poison disse...

Conheço quem vá às 6h da manha para o trabalho pois a partir das 10, nada feito...
Sim, a solidão, está sempre à espreita.
Bom fim de semana