terça-feira, 7 de setembro de 2010

Adoro uma boa conversa.

Adoro amigos (ou não) que contem historias das suas vidas. Sem vitimização ou glamorização, apenas historias interessantes.
Como a do André que tem dois irmãos da parte do pai e um da parte da mãe. Esteve metido no jogo e hoje é segurança à noite e recepcionista de dia de um hotel.
Da Luisa que um dia foi de ferias com uns amigos e em vez de voltar para Lisboa ficou lá 2 anos (não de ferias mas a trabalhar) apenas porque gostou do sitio.
Da Joana que tem dois filhos com idades super proximas e os malabarismos que faz para poder ter momentos de intimidade com o marido e manter a relação viva.
Do João que perdeu a mãe aos 22 e abdicou da herança para os manos mais novos.

...

Gosto destas historias. Banais, ou não, mas com substancia.

3 comentários:

Paula disse...

Histórias com "história"... daquelas profundas!
ME TOO!!!

Doce disse...

Coitados são os ocos que não têm estórias dessas... com substância.

Paginas Frias disse...

Paula,
somos duas ;)

Doce,
e acredita que há muitos!!
Beijokas